Paginas

quinta-feira, 28 de maio de 2009

O Defeito Do Outro Pode Ser Seu

Olhou do seu vitrô, apontou para o quintal da vizinha e disse ao marido: - Há dias venho observando como é encardida a roupa da vizinha. Eu teria vergonha de pendurar no varau uma roupa tão mal lavada. Isso é relaxamento, um desleixo... Na verdade, acho que é preguiça.O tempo passava ... e, cada vez que ela voltava a observar, as roupas tiinham um aspecto pior. Certo dia, uma surpresa! Ao reparar nas roupas da vizinha, ficou abismada. Estavam brancas, limpinhas, as cores vivas.

- Criou vergonha - disse ela .

- Perdeu a preguiça e esfregou mais, ou então trocou a marca do sabão.

- Nada disso - replicou o marido. - Fui eu que lavei.

- Lavou a roupa da vizinha ?

- Não, mulher, lavei o vidro da janela. Era ele que estava encardido.

Geralmente o defeito que notamos no outro está em nós mesmos. Projetamos fora o que está dentro de nós.

Um comentário:

guilherme disse...

nossa muito bom gostei